Após reforma, estádio do River Plate passa a ser o maior da América do Sul

Por Br Hoje
13 de fevereiro de 2023
Estádio do River Plate / Foto: Redes Sociais

A noite deste domingo (12) marcou uma data histórica para o River Plate e para o futebol sul-americano.

A partida contra o Argentino Juniors pelo campeonato nacional, que terminou com a vitória dos donos da casa por 2 a 1, marcou a reinauguração do estádio Monumental de Nuñez, que foi ampliado e agora agora recebe o nome de “Mâs Monumental”.

A capacidade do estádio passou de cerca de 72 mil para 84.567 pessoas. Com isso, a arena desbancou os estádios Monumental de Lima, no Peru (80.093 torcedores) e o estádio do Maracanã (78.838 torcedores), no Rio de Janeiro, e se tornou o maior do continente sul-americano.

É importante destacar que a capacidade do Maracanã foi sendo reduzida com o passar do tempo por conta de reformas. O recorde de público no estádio é de mais de 180 mil pessoas, em uma partida entre Brasil e Paraguai, pelas eliminatórias da Copa do Mundo, em 1969.

Entre as principais mudanças que constituem a renovação do “Mâs Monumental”, está a retirada da antiga pista de atletismo e a aproximação dos torcedores do campo de jogo.

Inaugurado em 1938, o Monumental recebeu eventos históricos, como nove jogos da Copa do Mundo de 1978, incluindo a final, quando a Argentina venceu a Holanda por 3 a 1.

Com a nova capacidade, “Mâs Monumental” se tornou o 11º maior do planeta, atrás apenas de Rungrado Primeiro de Maio (Coreia do Norte), Melbourne Cricket Ground (Austrália), Camp Nou (Espanha), FNB Stadium (África do Sul), Wembley (Inglaterra), Estádio Azteca (México), Bukit Jalil National Stadium (Malásia), Lusail (Catar), Estádio Borg el Arab (Egito) e Estádio Salt Lake (Índia).

 

Últimas notícias