Irmãos jogam Copa por países diferentes após pais cruzarem deserto a pé

Por Br Hoje
19 de novembro de 2022
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

Iñaki e Nico Williams são irmãos, nasceram na Espanha, mas cada um jogará a Copa do Mundo do Qatar por uma seleção. Iñaki, o mais velho (28), defenderá Gana no Mundial, enquanto Nico, o caçula (20), foi convocado pela seleção espanhola. Orgulho dos pais, que enfrentaram uma saga para tentar dar uma vida melhor à família.

Maria e Felix saíram de Gana nos anos 1990 e atravessaram parte de um deserto a pé, sem comida ou água, até finalmente conseguirem chegar a Melilha, cidade autônoma espanhola localizada no norte da África.

“Eles fizeram parte em um caminhão, um daqueles com a traseira aberta, 40 pessoas lotadas, depois caminharam dias”, disse Iñaki Williams ao jornal The Guardian.

“Pessoas caíam, deixavam pelo caminho, pessoas que eles enterraram. É perigoso: tem ladrão esperando, estupro, sofrimento. Alguns são enganados para isso. Os traficantes recebem e no meio do caminho dizem: ‘A jornada acaba aqui’. Te manda embora, te deixa sem nada: sem água, sem comida. Crianças, velhos, mulheres. As pessoas vão sem saber o que vem pela frente, se vão conseguir. Minha mãe disse: ‘Se eu soubesse, teria ficado’. Ela estava grávida de mim, mas não sabia.”

Após finalmente chegar a Melilha, o casal teve novos desafios. Eles escalaram a cerca na divisa e foram presos. Iriam ser deportados e mandados de volta para Gana por chegarem como migrantes, mas ouviram um conselho de um advogado que, quase 30 anos depois, ainda não sabem o nome.

“Quando eles estavam na prisão, um advogado da Caritas [confederação de organizações humanitárias da Igreja Católica] que falava inglês disse: ‘A única coisa que você pode tentar é dizer a eles que você é de um país em guerra’. Eles rasgaram os papéis ganeses e disseram que eram da Libéria para solicitar asilo político. Graças a ele chegamos a Bilbao”, contou Iñaki.

O mais velho nasceu em junho de 1994 em Bilbao. Nico veio ao mundo em julho de 2002. Iñaki se tornou uma espécie de pai para o mais novo, já que Max se mudou para a Inglaterra para tentar uma vida melhor para a família. Foram 10 anos em Londres. A mãe deles tinha até três empregos e não podia ficar muito tempo com os filhos.

O futebol mudou a vida da família. Iñaki estreou no profissional do Athletic Bilbao em 2014, um clube que só aceita jogadores nascidos ou que cresceram no País Basco. Com o dinheiro ganho com o esporte, conseguiu trazer o pai de volta da Inglaterra. Ele jogou pela Espanha sub-21 e fez uma partida na seleção principal, mas em 2022 recebeu um convite para defender Gana e aceitou.

Já Nico tem trajetória semelhante. Também se destacou pelo Athletic (ambos seguem no clube), passou pelas seleções de base da Espanha e foi lembrado na lista final para a Copa do Mundo.

Os irmãos agora chegam ao Qatar representando países diferentes, mas não é a primeira vez que isso acontece. No Mundial de 2014, Jerome Boateng defendeu a Alemanha, enquanto seu irmão Kevin-Prince Boateng jogou por Gana. Eles se enfrentaram na fase de grupos. Já neste ano, Iñaki e Nico têm a chance de se cruzarem em um possível Espanha x Gana nas quartas de final.

“A verdade é que seria um pouco difícil para mim. Sempre jogamos juntos, exceto nos jogos do bairro. Seria bonito e espero que aconteça, mesmo que seja difícil para todos em casa”, falou Nico.

“Sempre digo que nós dois fazemos tudo isso pelos nossos pais, por tudo que eles fizeram por nós. É como devolver-lhes o sacrifício de alguma forma. Deixe eles verem que seus filhos estão realizando seus sonhos”, finalizou Iñaki.

 

Últimas notícias