Brasileiros são julgados por matar mulher nos Estados Unidos

Por Br Hoje
25 de novembro de 2022
Foto Reprodução
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

Aconteceu no Fórum Criminal de Vitória no último dia 10 deste mês de novembro o julgamento dos capixabas Thiago Philipe Souza Bragança e Wanderson Júnior da Silva, assassinos confessos da mineira Ana Paula Feitosa, morta nos Estados Unidos.

Segundo as investigações da polícia norte americana, Ana Paula foi asfixiada com um fio de ventilador. Após matar a jovem, os suspeitos gravaram um vídeo em enviou para a família da vítima no Brasil. O corpo dela foi colocado num contêiner de lixo.

A investigação começou em 30 de janeiro de 2020, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Por meio de imagens, a polícia identificou os capixabas Thiago Philipe Souza Bragança e Wanderson Junior Dalbem Silva.

Apesar de o assassinato ter ocorrido nos Estados Unidos e a vítima ser de Minas Gerais, os réus foram julgados no Espírito Santo. Isso acontece porque os suspeitos, agora réus, foram presos em um município capixaba.

A dupla percorreu mais de 15 mil quilômetros em fuga. Eles saíram dos Estados Unidos e seguiram em direção ao México antes de voltarem ao Brasil, até serem presos em Cariacica.

O Julgamento

A Justiça condenou os capixabas Thiago Philipe Souza Bragança e Wenderson Junior da Silva a 37 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato da mineira Ana Paula Feitosa em janeiro de 2020, nos Estados Unidos. A vítima era natural de Mateus Leme, região metropolitana de Belo Horizonte.

A sentença ocorreu na madrugada desta sexta-feira (11), após mais de 16h de julgamento no Fórum de Vitória, no Espírito Santo. Eles foram condenados por homicídio com três qualificadoras: motivo fútil, asfixia e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Também foram enquadrados nos crimes de ocultação de cadáver e furto do carro, celular e dinheiro da vítima, com duas qualificadoras: abuso de confiança e concurso de pessoas.

 

Últimas notícias