Em 4 anos, pai perde os 3 filhos para o câncer

Por Br Hoje
29 de novembro de 2022
Foto Reprodução
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

O economista Regis Feitosa Mota, 52 anos, de Fortaleza (CE), perdeu seus três filhos para o câncer em um intervalo de quatro anos. Beatriz, Pedro e Ana Carolina faleceram vítimas da doença que o próprio pai enfrenta.

Nos últimos 13 anos, a família Mota recebeu mais de dez diagnósticos de câncer. Ana Carolina foi a primeira a adoecer; em 2009, aos 12 anos ela foi diagnosticada com leucemia linfocítica aguda. Fez o tratamento e ficou curada.

Anos depois, o pai teve câncer de mama ao mesmo tempo que sua esposa. Mais à frente, ele descobriu vários nódulos pequenos no pescoço, na axila e no abdômen. Após muitos exames ele descobriu que tinha leucemia linfocítica crônica. Doença que ele trata até hoje.

Em 2016, o segundo filho de Mota, Pedro, descobriu um osteossarcoma na perna esquerda. Nos anos seguintes, a doença se espalhou para outras partes do corpo, como pulmão e coluna vertebral.

A filha caçula, Beatriz, de outro casamento, descobriu aos 9 anos que tinha a mesma doença da irmã. Um ano depois, a pequena não suportou e faleceu.

Pedro também teve complicações com a doença e foi a óbito em 2020.

No último dia 19 de novembro, Regis enterrou sua filha mais velha, Ana, que chegou a se recuperar da doença, se formou em Medicina, mas voltou a adoecer e não resistiu.

Pelas redes sociais, o homem se despediu da filha e agradeceu o carinho de todos que acompanham ele e sua luta contra a doença.

ALTERAÇÃO GENÉTICA

Regis descobriu que é portador da Síndrome Li-Fraumeni uma alteração genética que passou para os seus três filhos.

Todos eles sabiam da origem da doença e nunca culparam o pai por isso.

Últimas notícias