Ministério da Saúde confirma 1º caso de cólera no Brasil

Por Br Hoje
22 de abril de 2024
Foto Reprodução

O Ministério da Saúde (MS) confirmou por meio de nota técnica o primeiro caso de cólera após 18 anos sem diagnósticos no Brasil. Segundo a pasta, “trata-se de um caso isolado”.

A notificação ocorre em Salvador, na Bahia. O informativo do Ministério informa que o paciente (um homem de 60 anos) não tem histórico de deslocamento para países com ocorrência da doença e contraiu a doença localmente no mês passado (o que configura um caso autóctone).

Considerando a janela de transmissão de 20 dias, ele “não transmite mais o agente etiológico desde o dia 10 de abril”. Não foram localizados outros casos junto às pessoas que tiveram contato com o homem.

Casos de cólera

No país, os últimos casos autóctones (que se originam da região onde é encontrado) de cólera ocorreram entre os anos 2004 e 2005, com 26 casos ao todo. Após este período, apenas foram notificados casos “importados”.

Segundo a OMS, de janeiro a março de 2024, a cólera afetou 31 países em todo o mundo. A maioria dos casos ocorreu na África, com 18 países afetados. Na América, somente Haiti e República Dominicana relataram surtos da doença.

O QUE É A CÓLERA?

A cólera é uma doença bacteriana infecciosa intestinal aguda, transmitida por contaminação fecal-oral direta ou pela ingestão de água ou alimentos contaminados. Frequentemente, a infecção é assintomática ou causa diarreia leve. Pode também se apresentar de forma grave, com diarreia aquosa e profusa, com ou sem vômitos, dor abdominal e cãibras. Quando não tratada prontamente, pode ocorrer desidratação intensa, levando a graves complicações e até mesmo ao óbito

O período de incubação da bactéria, tempo que leva para provocar os primeiros sintomas no organismo, varia de algumas horas a 5 dias da infecção. Na maioria dos casos, esse período é de 2 a 3 dias. O período de transmissibilidade perdura enquanto a pessoa estiver eliminando a bactéria nas fezes, o que ocorre, na maioria dos casos, até poucos dias após a cura. Para fins de vigilância, o período aceito como padrão é de 20 dias.

CAUSA

A cólera é causada pela ação da toxina liberada por dois sorogrupos específicos da bactéria Vibrio cholerae (sorogrupos O1 e O139). A toxina se liga às paredes intestinais, alterando o fluxo normal de sódio e cloreto do organismo. Essa alteração faz com que o corpo secrete grandes quantidades de água, o que provoca diarreia aquosa, desitradação e perda de fluidos e sais minerais importantes para o corpo.

TRANSMISSÃO

A transmissão da cólera ocorre por via fecal-oral, ou seja, pela ingestão de água ou alimentos contaminados, ou pela contaminação pessoa a pessoa. Os alimentos, de forma geral, podem ser contaminados durante a cadeia produtiva e durante sua manipulação.

Além disso, como o agente causador da cólera faz parte do ambiente aquático, pode se associar a mariscos (crustáceos e moluscos), peixes e algas, entre outros, possibilitando a transmissão da cólera se esses alimentos forem consumidos crus ou mal cozidos.

Fonte: Ministério da Saúde

Últimas notícias