Mais de 79 mil militares receberam Auxílio Emergencial indevidamente

Por Br Hoje
17 de novembro de 2022
Bruno Dantas, presidente em exercício do Tribunal de Contas da União (TCU)
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

O Tribunal de Contas da União (TCU) identificou mais de 79 mil militares que receberam indevidamente o Auxílio Emergencial, ainda no primeiro mês que o benefício foi concedido. De acordo com o presidente do TCU, Bruno Dantas, os nomes dos beneficiados eram de conhecimento apenas do Ministério da Cidadania.

“O TCU identificou logo no primeiro mês [de pagamento do auxílio] mais de 79 mil militares que recebiam indevidamente o Auxílio Emergencial. Por que indevidamente? Porque um dos critérios de elegibilidade [para receber o benefício] era que as pessoas fossem desempregadas. Então quem era militar não podia receber aquele auxílio”, disse Dantas.

Após o primeiro mês de pagamento do Auxílio, a lista dos beneficiários se tornou pública e foi disponibilizada na internet.

Ontem (16/11), o TCU apresentou ao governo de transição da Presidência da República uma série de relatórios de riscos na administração pública federal. O documento aponta 29 áreas críticas da máquina pública.

Últimas notícias