O Flamengo iniciou a luta pelo inédito tricampeonato brasileiro com vitória por 1 a 0 sobre o Palmeiras, neste domingo, no Maracanã. Na primeira rodada do Brasileirão, o centroavante Pedro foi o autor do único gol da partida, já na etapa final, em jogo marcado pelas ótimas atuações dos goleiros Diego Alves e Weverton, que fizeram grandes defesas e evitaram um placar mais elástico.

Com jogos remanejados pela CBF por conta dos jogadores convocados para as seleções principal e olímpica, o Flamengo só volta a campo no próximo dia 10, contra o Coritiba pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Já o Palmeiras abre o duelo com o CRB na quinta, com o jogo de ida no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

PRIMEIRA TEMPO TRAVADO NO MARACANÃ

​Dois aspectos contribuíram para um primeiro tempo truncado entre Flamengo e Palmeiras: a péssima condição do gramado do Maracanã e as muitas interrupções de Anderson Daronco. Nos passes rasteiros, a imprevisibilidade da bola deixou os atletas inseguros. Além disso, as 23 faltas travaram o jogo.

Ainda assim, os times criaram chances. O jogo concentrou-se em uma faixa do campo, com o Flamengo construindo com Filipe Luís, Arrascaeta e Bruno Henrique. O uruguaio foi o principal nome, arriscando uma finalização de fora e servindo Pedro em outro lance. Nas duas, o goleiro Weverton fez boas defesas. O atacante, já no fim da etapa inicial, teve outra chance, mas chutou para fora.

DIEGO ALVES ‘FREIA’ RONY

O Palmeiras respondeu atacando justamente nas costas de Filipe Luís. Bem na construção, o lateral teve problemas na marcação, pois o setor não teve a cobertura adequada quando o time de Abel Ferreira se lançava com Gabriel Menino, Raphael Veiga e, principalmente, Rony pelo lado direito de ataque.

Sendo o mais participativo do jogo, o camisa 7 criou as jogadas mais perigosas. A primeira foi em lançamento de Raphael Veiga. Rony chegou à linha de fundo e encontrou Luiz Adriano, livre dentro da pequena área. O centroavante parou em Diego Alves, que saiu com coragem e, com a perna esquerda, impediu o gol.

Depois, os papéis se inverteram, e Luiz Adriano serviu Rony, que partiu para cima de Gerson e Rodrigo Caio. A finalização obrigou nova defesa do camisa 1 do Flamengo, que voltaria a trabalhar em chute cruzado de Raphael Veiga.

PEDRO SUPERA WEVERTON E GARANTE VITÓRIA

​Com mais intensidade, o time de Rogério Ceni voltou melhor do intervalo. Com bons desarmes no campo ofensivo, ensaiou uma pressão no início, com boas oportunidades de Arrascaeta, Bruno Henrique e Pedro. Weverton pegou duas primeiras finalizações, enquanto uma foi para fora. Tudo antes dos 10 minutos.

Mas foi aos 24 que o camisa 1 do Palmeiras fez sua grande intervenção no jogo, em cabeçada à queima-roupa de Rodrigo Caio e no rebote de Willian Arão. Como Diego Alves seguia trabalhando bem do outro lado, a partida parecia se encaminhar para o empate sem gols, mas a dupla de ataque do Fla brilhou.

Enquanto Abel Ferreira mexeu no time com as entradas de Danilo, Zé Raphael, Gustavo Scarpa e Wesley, Rogério Ceni não fez substituições. Aos 29, Bruno Henrique disparou pela esquerda e se livrou de dois marcadores antes de invadir a área e cruzar na medida para Pedro. O camisa 21 – substituto de Gabigol – precisou de apenas um toque para abrir o placar no Maracanã.

O Palmeiras demorou para reagir após o gol sofrido, e o Flamengo, com calma, soube levar a partida até a reta final sem ser ameaçado. Ceni ainda soube utilizar as substituições e diminuiu o ritmo da partida. No fim, Michael e Vitinho, pelo Rubro-Negro, e Gustavo Scarpa e Rony, pelo Verdão, tiveram chances, mas o placar não voltou a ser alterado. Vitória rubro-negra na estreia.

Fonte: Lance