Avião da Emirates “voou 14 horas” com buraco na lateral

Por Br Hoje
7 de julho de 2022
Airbus A380 da Emirates.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

Os passageiros que viajavam em um voo da Emirates para Brisbane, na Austrália, ficaram surpresos quando notaram um enorme buraco na lateral da aeronave enquanto desembarcavam.

Aqueles a bordo do Airbus A380 de Dubai para a cidade australiana ficaram sabendo dos danos ao sair do avião após o voo de cerca de 14 horas em 1º de julho.

Imagens da aeronave compartilhadas nas redes sociais revelam a extensão do furo, causado por um pneu rompido por uma “falha técnica” durante a viagem, segundo a companhia aérea.

Um dos passageiros a bordo foi ao Twitter para descrever o incidente “aterrorizante”, que ocorreu “durante o voo”.

“Foi absolutamente aterrorizante no começo e a tripulação sabia que algo sério poderia ter acontecido — entraram imediatamente em contato com a cabine”, escreveu Andrew Morris, professor de inglês da Universidade de Loughborough, no Reino Unido.

“Pouco depois, eles voltaram ao normal. O comportamento calmo (da equipe) era reconfortante, eles sabiam que não era catastrófico.”

Embora não esteja claro exatamente quanto tempo o avião estava no ar quando o problema ocorreu, alguns relatórios sugerem que pode ter sido cerca de 45 minutos de voo.

O site de aviação comercial Aviation Herald informa que a tripulação avisou os controladores de tráfego aéreo no aeroporto de Brisbane sobre a situação com antecedência e solicitou que o painel fosse atendido pelos serviços de emergência no pouso

Mais tarde, a Emirates divulgou um comunicado enfatizando que a ruptura não afetou “a fuselagem ou a estrutura da aeronave”.

“Nosso voo EK430 que voava de Dubai para Brisbane em 1º de julho sofreu uma falha técnica”, diz o comunicado.

“Um dos 22 pneus da aeronave se rompeu durante o cruzeiro, causando danos a uma pequena porção da carenagem aerodinâmica, que é um painel externo ou a pele da aeronave”.

A companhia aérea confirmou que a aeronave pousou com segurança na Austrália e os passageiros desembarcaram conforme o programado. Danos ao exterior do avião de fuselagem larga já foram reparados.

“A carenagem foi completamente substituída, verificada e liberada por engenheiros, Airbus e todas as autoridades relevantes”, acrescenta a Emirates.

“A segurança de nossos passageiros e tripulantes sempre foi nossa principal prioridade”.

O incidente ocorreu poucos dias depois que o superjumbo A380, em declínio antes da pandemia, recebeu uma espécie de adiamento, quando a companhia aérea alemã Lufthansa anunciou planos de reimplantar o avião a partir do verão de 2023.

O Airbus A380 está de saída desde que a Airbus anunciou em 2019 que estava encerrando a produção do avião.

Fonte: CNN

Últimas notícias