Estados Unidos executam pela primeira vez uma pessoa transgênero

Por Br Hoje
4 de janeiro de 2023
Foto Reprodução
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

Amber McLaughlin foi executada na terça-feira à tarde, disseram as autoridades norte-americanas, tornando-se a primeira mulher transexual a enfrentar a pena de morte no país depois de ter sido acusada de homicídio.

O Departamento de Correcções do Missouri indicou que “McLaughlin foi pronunciado morto às 18,51 horas” (23,51 hora peninsular espanhola), após ter recebido uma injecção letal.

Numa declaração final, de acordo com a NBC, McLaughlin teria “lamentado” as suas acções, assegurando que ela era “uma pessoa amorosa e carinhosa”.

McLaughlin tinha sido condenado em 2006 por violação e homicídio – crimes cometidos três anos antes – contra Beverly Guenther, que na altura era sua ex-parceira.

O arguido tinha pedido formalmente um perdão ao Governador do Missouri Mike Parson com o fundamento de que sofre de danos cerebrais e traumas infantis.

No entanto, Parson disse que McLaughlin era um “criminoso violento”, dizendo que a execução da sentença “traria justiça”, pois a família de Guenther “merece paz”.

Numerosas figuras políticas e da sociedade civil pediram que a execução de McLaughlin fosse anulada, recordando que ela foi abandonada pela sua mãe, repetidamente agredida pelo seu pai adoptivo e foi objecto de “múltiplas tentativas de suicídio”.

McLaughlin, que não tinha iniciado qualquer processo legal para mudar o seu nome ou iniciar o trânsito físico, tinha sido realizada no Centro Correccional de Potosi perto de St. Louis, uma instalação só para homens.

Fonte: EUROPA PRESS

Últimas notícias