Estados Unidos executam pela primeira vez uma pessoa transgênero

Por Br Hoje
4 de janeiro de 2023
Foto Reprodução

Amber McLaughlin foi executada na terça-feira à tarde, disseram as autoridades norte-americanas, tornando-se a primeira mulher transexual a enfrentar a pena de morte no país depois de ter sido acusada de homicídio.

O Departamento de Correcções do Missouri indicou que “McLaughlin foi pronunciado morto às 18,51 horas” (23,51 hora peninsular espanhola), após ter recebido uma injecção letal.

Numa declaração final, de acordo com a NBC, McLaughlin teria “lamentado” as suas acções, assegurando que ela era “uma pessoa amorosa e carinhosa”.

McLaughlin tinha sido condenado em 2006 por violação e homicídio – crimes cometidos três anos antes – contra Beverly Guenther, que na altura era sua ex-parceira.

O arguido tinha pedido formalmente um perdão ao Governador do Missouri Mike Parson com o fundamento de que sofre de danos cerebrais e traumas infantis.

No entanto, Parson disse que McLaughlin era um “criminoso violento”, dizendo que a execução da sentença “traria justiça”, pois a família de Guenther “merece paz”.

Numerosas figuras políticas e da sociedade civil pediram que a execução de McLaughlin fosse anulada, recordando que ela foi abandonada pela sua mãe, repetidamente agredida pelo seu pai adoptivo e foi objecto de “múltiplas tentativas de suicídio”.

McLaughlin, que não tinha iniciado qualquer processo legal para mudar o seu nome ou iniciar o trânsito físico, tinha sido realizada no Centro Correccional de Potosi perto de St. Louis, uma instalação só para homens.

Fonte: EUROPA PRESS

Últimas notícias