Número de mortos por causa de nevasca sobe para 63 nos EUA

Por Br Hoje
28 de dezembro de 2022
Foto: Joed Viera / AFP
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, decretou situação de emergência no estado de Nova York, o mais afetado pela nevasca histórica que atinge o país nos últimos dias. Até agora, 63 mortes foram confirmadas no país, 34 delas no estado nova-iorquino.

A onda de frio extremo, provocada por um fenômeno conhecido como “ciclone-bomba”, atingiu os Grandes Lagos no Canadá e passou também por 12 estados norte-americanos. A maior nevasca dos últimos 40 anos em Nova York fechou estradas, escolas, comércios e interrompeu o transporte público nas cidades atingidas. Desde o Natal, quase 3 mil voos foram cancelados e 1,5 milhão de pessoas ficaram sem energia elétrica.

A temperatura mais baixa registrada na nevasca histórica foi em Montana, onde a sensação térmica chegou a – 75 ºC. Na cidade de Nova York a neve ainda não chegou, mas a sensação térmica chegou a – 15 ºC.

A governadora de Nova York, Kathy Hochul, lembrou que a tempestade de neve ainda não acabou e que o risco ainda é alto. Ela explica que muitas mortes foram causadas porque pessoas tentaram caminhar durante a nevasca e sofreram hipotermia. Outros faleceram dentro dos carros, presos na neve.

Últimas notícias