Presidente ucraniano sobrevive a três tentativas de assassinato em uma semana

Por Br Hoje
4 de março de 2022
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

No intervalo de apenas uma semana, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, sobreviveu a pelo menos três tentativas de assassinato. A informação é do secretário de Segurança e Defesa Nacional, Oleksii Danilov.

Conforme o titular da Pasta, o líder ucraniano seria morto por mercenários do grupo Wagner, apoiado pelo Kremlin, ou por forças especiais chechenas na semana passada.

“Posso dizer que recebemos informações do [Serviço Federal de Segurança da Rússia], que não quer participar desta guerra sangrenta”, disse Danilov a emissoras de TV locais.

MERCENÁRIOS

O jornal The Times detalhou que o grupo Wagner possui 400 membros em Kiev, onde se infiltrou com uma “lista de assassinatos” de 24 nomes.

Além de Zelensky, deveriam ser executados o primeiro-ministro da Ucrânia, todo o gabinete, o prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, e seu irmão Wladimir.

Os ataques, porém, foram frustrados por membros anti-guerra do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB), que alertaram os funcionários da Ucrânia.

Uma fonte próxima ao grupo Wagner afirmou ser “estranho” quão bem informada a equipe de segurança de Zelensky parecia estar.

Isso porque o governo se antecipou e determinou um toque de recolher de 36 horas em Kiev para que as tropas ucranianas fossem às ruas em busca dos invasores russos no último sábado (26).

 

 

Últimas notícias