Saiba quem é a nova beata brasileira reconhecida pelo papa

Por Br Hoje
19 de novembro de 2022
Isabel Cristina
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

Natural de Barbacena, Minas Gerais, Isabel Cristina Mrad Campos será beatificada, com reconhecimento do Papa Francisco, depois de mais de 40 anos e três meses depois da morte violenta que sofreu. Em 2020, o pontífice já havia reconhecido o martírio da jovem, que foi estuprada até a morte, sendo agredida com 15 facadas. Com a pandemia da Covid-19, a cerimônia de beatificação foi adiada e deve acontecer no dia 10 de dezembro na cidade natal da moça, que faleceu precocemente aos 20 anos.

A beatificação de Isabel Cristina iniciou em 2001, quando ganhou do Vaticano o título de “Serva de Deus”. No entanto, desde a morte a jovem atrai admiradores, que vão ao túmulo rezar por ela. Muitos relatam graças alcançadas pela fé na jovem, que levava uma vida de devoção a Deus antes de ser assassinada. Daí o processo religioso, que pode levá-la ao status de santa caso sejam provados milagres.

O crime

De acordo com uma reportagem divulgado no jornal “Tribuna de Minas”, em setembro de 1982, com o seguinte título: “Maníaco mata moça com 15 facadas”, o crime foi bárbaro e aconteceu em frente ao prédio onde a moça morava. Ela havia se mudado para Juiz de Fora, a 96 km de Barbacena, para fazer um curso pré-vestibular. A pretensão era estudar medicina. Ela foi morar em um apartamento com o irmão, no centro da cidade. O homem, identificado como Maurílio Almeida de Oliveira, que foi montar os móveis, tentou estuprá-la, mas ela resistiu até a morte. Ela recebeu golpes de cadeira e foi amarrada, mas resistiu até o fim. Foram 15 facadas, sendo duas na região da vagina. Contam que ela morreu virgem, com um anel de terço no dedo.

Últimas notícias