Suprema Corte dos EUA derruba direito constitucional ao aborto

Por Br Hoje
24 de junho de 2022
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

A muito conservadora Suprema Corte dos Estados Unidos pôs fim nesta sexta-feira a uma sentença que por quase meio século garantiu o direito das mulheres americanas ao aborto, mas que nunca havia sido aceita pela direita religiosa.

Essa decisão não torna a interrupção da gravidez ilegal, mas leva os Estados Unidos de volta à situação que prevalecia antes da decisão “Roe vs. Wade”, de 1973, quando cada estado era livre para autorizá-la ou não.

Em um país muito dividido, é provável que metade dos estados, principalmente os conservadores da região sul e do centro, possa proibir a prática do aborto por um curto período de tempo.

“A Constituição não faz nenhuma referência ao aborto e em seus artigos protege implicitamente esse direito”, escreveu o juiz Samuel Alito, em nome da maioria. Nesse contexto, Roe vs. Wade “deve ser anulado”.

“É hora de devolver a questão do aborto aos deputados eleitos pelo povo”, escreveu ele, dirigindo-se aos parlamentos locais.

Tal formulação é muito parecida com o projeto de condenação que causou grandes manifestações em todo o país e uma onda de indignação na esquerda.

Desde então, a situação tem sido tensa nas imediações da Suprema Corte, isoladas pelas forças de segurança para manter os manifestantes a distância.

Fonte: AFP

Últimas notícias