Motoristas e cobradores de ônibus paralisam atividades em Teresina

Por Br Hoje
22 de dezembro de 2022
Foto: Hélder Vilela
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

Motoristas e cobradores de ônibus realizam uma manifestação na manhã desta quinta-feira (22), em Teresina. Parte da categoria paralisou as atividades para, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (Sintetro), reivindicar o pagamento de salários atrasados.

Os manifestantes estão reunidos no Centro da capital, com concentração na Praça da Bandeira, em frente à sede da Prefeitura Municipal. O protesto iniciou por volta das 6h30. A previsão é que, nesta quinta-feira (22), as atividades permaneçam suspensas por algumas horas.

Conforme o Sintetro, cerca de 1.200 profissionais do sistema de transporte público estão com os salários atrasados. A categoria também denuncia a falta de pagamento da segunda parcela do 13° salário.

Na última segunda-feira (19), o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) afirmou que aguardava um repasse da prefeitura para realizar o pagamento. A primeira parcela do benefício, de acordo com o órgão, foi paga com recursos de um repasse do Governo Federal.

Em entrevista à TV Clube (veja vídeo acima), o superintendente da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) de Teresina, Cláudio Pessoa, falou sobre os valores já repassados aos consórcios que operam o sistema do transporte público de Teresina.

“Desde o mês de fevereiro, temos feito um repasse de mais de R$ 2 milhões para os consórcios. No mês de outubro e novembro, foi injetado, no sistema de transporte público de Teresina, um montante de R$ 10 milhões. Ao longo do ano, esse aporte foi gerado em torno de R$ 24 milhões. Não é por falta de diálogo. Oficiei essas informações para o Sintetro”, disse Cláudio Pessoa.

“Com relação aos consórcios, a gente tem conversado sempre. Foi judicializada essa falta de repasse em virtude de descumprimentos contratuais. Isso tá sendo tratado no âmbito da Justiça”, completou o superintendente.

Segundo os trabalhadores do sistema de transporte público, as atividades podem ser paralisadas diariamente até que seja feito um acordo com empresários e a Prefeitura de Teresina.

Fonte: TV Clube

Últimas notícias