Teresina terá transporte por aplicativo apenas com motoristas e passageiras mulheres

Por Br Hoje
12 de março de 2022
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

As mulheres de Teresina passam a contar, neste mês de março de 2022, com um novo formato de transporte por aplicativo: de mulheres para mulheres. A proposta do aplicativo é garantir segurança e evitar assédios tanto para passageiras quanto para motoristas mulheres que ficam várias horas com homens desconhecidos nos veículos.

Maria do Carmo, que há quatro anos trabalha no setor como motorista, disse que já pensou até em desistir do ramo devido aos assédios e outras situações de risco.

“A gente às vezes passa por situações muito constrangedoras, tive que passar por uma avaliação psicológica, fui acompanhada e até hoje isso me marca. Tento esquecer, porque sempre que lembro me sinto muito constrangida”, disse.

Para as passageiras, muitas vezes entrar no veículo de um motorista desconhecido é a única opção na capital, que enfrenta uma grave crise no transporte público. A frota de ônibus, por exemplo, foi reduzida pela metade.

“É uma cidade que cresceu demais e enfrenta problemas de mobilidade urbana, ônibus, trânsito ruim e pode usar um serviço cômodo e seguro”, declarou Marília Itti, responsável pelo funcionamento do novo modelo de transporte na capital piauiense.

Taline, que vai passar a atuar como motorista por essa plataforma, fala das vantagens para as profissionais e clientes. “Segurança, confiança, tranquilidade no percurso”, destacou.

“Hoje, nossas profissionais são treinadas para atender a mulher, que apenas mulheres serão cadastradas, assim como a família dessa mulher. Ela se cadastra no app, os seus filhos e pais e pode agendar compromissos, sejam diários ou mensais”, disse Marília Itti.

“Espero que em Teresina mais mulheres possam fazer parte, principalmente à noite, quando precisamos nos deslocar a uma festa, ou compromisso, já fico apreensiva, porque sei que vou entrar sozinha em um carro”, disse Ilrianny Alves.

Fonte: G1 PI

Últimas notícias