Adolescente de 15 anos é suspeito de matar taxista a tiros em Teresina, diz Polícia

Por Br Hoje
7 de junho de 2024
Foto Reprodução

O principal suspeito de assassinar o taxista e policial penal aposentado Francisco Célio Pereira, de 71 anos, é um adolescente de 15 anos, conforme o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). A polícia realiza buscas para apreendê-lo.

Segundo o coordenador do DHPP, delegado Francisco Costa, o Barêtta, o jovem praticou ato infracional análogo a latrocínio, pois tentou assaltar o taxista ao entrar em seu veículo, na última quarta-feira (5), na Zona Sul de Teresina. A vítima reagiu e sofreu pelo menos quatro tiros na nuca.

“Este adolescente mora a duas quadras de onde aconteceu o crime [bairro Torquato Neto]. Entrou no táxi no Centro da cidade e sentou no lado direito do banco traseiro, quando percebeu a pistola que o taxista carregava entre as pernas. Algum tempo depois, anunciou o assalto e fez os disparos”, revelou o delegado à TV Clube.

Ainda de acordo com o delegado Barêtta, o adolescente foi identificado pela Polícia 24 horas após o crime. Antes de entrar no táxi de Francisco Célio, ele esteve em algumas lojas do Centro de Teresina, onde comprou objetos e fez algumas ligações telefônicas.

“Não encontramos nenhum cartucho na cena do crime porque ele usou um revólver de repetição, de calibre com energia cinética abaixo do esperado. Já tem passagens pelo CEM [Centro Educacional Masculino], cometeu atos análogos a roubo, tráfico de drogas e outros crimes graves. A mãe prometeu entregá-lo, mas mesmo assim vamos apreendê-lo”, completou.

O policial penal aposentado Francisco Célio Pereira, de 71 anos, morreu na noite de quarta com cerca de cinco tiros enquanto trabalhava como taxista no bairro Torquato Neto, Zona Sul de Teresina. Segundo a Polícia Militar do Piauí (PMPI), o corpo estava dentro do carro que usava para trabalhar.

De acordo com a PMPI, o aposentado atuava como taxista na Praça Saraiva, no Centro de Teresina. Familiares relataram à polícia que, no momento do crime, ele estava atendendo uma corrida para o bairro Torquato Neto.

O veículo da vítima foi estacionado no local do crime às 14h30, mas seu corpo só foi localizado no início da noite, por volta das 18h30, após moradores da região estranharem o fato do carro estar ligado há muito tempo.

“Ele foi encontrado por volta das 19h. Ele usava duas armas, uma na região da axila, que o bandido não viu, e outra que foi levada após o crime, essa só foi encontrada o carregador. A carteira dele foi encontrada no bolso com dinheiro”, explicou o delegado Francisco Costa, o Barêtta.

Últimas notícias