Caso Flávia Wanzeler: Saiba quem é o suspeito de atirar e matar a estudante

Por Br Hoje
13 de fevereiro de 2023
Suspeito de atirar e matar a estudante Flávia Wanzeler/ Foto Reprodução

Francisco Emanoel dos Santos Gomes, de 22 anos, conhecido como “Biel”, suspeito que foi preso nesta segunda (13) e apontado como o autor do disparo que vitimou a estudante de medicina Flávia Cristina Wanzeler, 23 anos, durante uma tentativa de assalto no último domingo (12) em Teresina, tem um vasto histórico criminal e havia sido posto em liberdade ano passado.

Em entrevista à Rede Meio Norte, o delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko, explicou que “Biel” responde por processos de roubo, inclusive um deles com condenação, homicídio e outros processos enquanto menor de idade. Além dele, uma segunda pessoa foi presa. Trata-se de Denilson Weviton Santos Nicolau, de 20 anos, vulgo “Ceará”, capturado no bairro Morada do Sol, na zona Leste de Teresina.

No dia 5 de janeiro de 2020, ‘Biel’ foi apontado como autor do crime de roubo praticado em associação com outros criminosos, tendo como vítima um entregador. Ele foi preso em maio de 2020 e em novembro de 2021 foi condenado a 8 anos, 10 meses, 20 dias de prisão, em regime semiaberto, ganhando o direito de recorrer em liberdade.

Ele ainda é apontado como autor do crime de homicídio que pode ter relação com a disputa de gangues, ele foi preso preventivamente em março em 2022, porém foi inocentado, a pedido do Ministério Público, sob a alegação de legítima defesa em junho de 2022.

Terceiro suspeito já foi identificado

Em coletiva para a imprensa, o delegado geral da Polícia Civil também revelou que um terceiro suspeito envolvido no crime já foi identificado e deve ser preso brevemente.

“O primeiro a ser identificado foi esse indivíduo de alcunha ‘Biel’, com vasta ficha criminal, conseguimos pegá-lo hoje em Caxias e tão logo retornamos e conseguimos prender um outro indivíduo de alcunha ‘Ceará’. Ambos participaram desse latrocínio, aprendemos uma arma de fogo com o ‘Biel’ e estamos agora tentando prender o terceiro indivíduo que foi identificado. Esse ‘Biel’ foi posto em liberdade no ano passado, já responde por dois processos de roubo, um deles inclusive com condenação; também já foi denunciado por homicídio e teve dois processos enquanto menor de idade. Indivíduo que tem uma habitualidade criminosa comprovada. Infelizmente estava posto em liberdade praticando outros crimes. Nós vamos concluir essa investigação com êxito e nos solidarizamos com a família da vítima”, disse o delegado.

O Coronel Scheiwann Lopes, comandante da Polícia Militar do Piauí, destacou os esforços da Segurança nas investigações. Segundo ele, os presos também são apontados como autores de outros crimes fora de Teresina.

Durante o período da manhã de hoje, três homens suspeitos de envolvimento no assassinato da estudante foram conduzidos ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O veículo utilizado no crime, um Renault Kwid azul, também foi localizado na manhã de hoje, além de um adolescente apreendido sob suspeita de envolvimento no roubo do carro que foi usado pelos criminosos que assassinaram a jovem.

“São suspeitos de outros crimes em outras cidades. Tanto em Porto quanto Monsenhor Gil. A identificação deles foi muito importante tanto para a localização em Caxias, que estava tendo guarida pela namorada dele, lá foi encontrado uma arma de fogo, possivelmente usada no crime, com muita droga e equipamentos como rádios e materiais na outra casa aqui em Teresina. Prendemos o Biel, prendemos o Ceará e já temos identificado o terceiro participante que estava no veículo no momento do crime de latrocínio na capital. Logo vamos colocar as mãos nele”, disse o comandante da PM-PI.

Fonte: Meio Norte

Últimas notícias