Câmara aprova mais um empréstimo para Prefeitura de Teresina

Por Br Hoje
11 de julho de 2024
Foto Reprodução

A Câmara de Vereadores aprovou, nesta quarta-feira (10), que a Prefeitura de Teresina faça um empréstimo de R$ 17 milhões junto ao Banco do Brasil para investimentos na saúde. Originalmente destinado à compra de ônibus, o montante será agora utilizado para aquisição e manutenção de UBS, compra de medicamentos e reforço nos hospitais, incluindo o Hospital de Urgência de Teresina.

Segundo o líder do prefeito na Câmara, vereador Luís André, os recursos são essenciais diante dos mais de R$ 40 milhões gastos anualmente na manutenção do Hospital de Urgência de Teresina.

“O dinheiro que ia ser investido para a compra de ônibus, o Banco do Brasil disponibilizou esse recurso do empréstimo de R$ 17 milhões para aquisição e manutenção das UBS, compra de medicamentos, e vai ser alocado para a área de saúde de Teresina. Quanto mais se investe em saúde, mais recursos são necessários. Este empréstimo de R$17 milhões será destinado à área de saúde, não apenas as UBS, mas também para os hospitais, incluindo o HUT”, disse o líder do prefeito.

Uma comissão será responsável por fiscalizar e decidir a alocação desses recursos, com a promessa de transparência e acompanhamento rigoroso por parte dos vereadores, conforme destacado pelo presidente da CMT, Enzo Samuel.

“A Câmara vai acompanhar. E vamos solicitar inclusive do presidente da FMS que ele envie todo o cronograma de previsão de gastos desse empréstimo. A saúde realmente está precisando, nós precisamos tirar dessa situação e não seria a câmara que seria contrária. Cabe a gente agora acompanhar e fiscalizar esse processo”, acrescentou o presidente da CMT.

Ônibus elétricos

Em dezembro de 2023, o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (PRD) esteve no Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) para tratar sobre a compra de ônibus pela Prefeitura de Teresina. O prefeito anunciou a intenção de compra de 30 novos ônibus elétricos, com o valor unitário de R$ 3 milhões, o que totalizaria quase R$ 100 milhões.

À época, apesar do custo elevado, o prefeito enfatizou a capacidade financeira da Prefeitura para realizar o investimento, que Teresina estaria na fila para adquirir 30 desses veículos e que o processo licitatório já estaria em andamento. A previsão era para março de 2024.

Últimas notícias