Câmara de Vereadores de Teresina diz que 2º suplente não poderá reaver vaga

Por Br Hoje
21 de junho de 2022
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

O presidente da Câmara de Vereadores de Teresina, o vereador Jeová Alencar (Republicanos), informou que a Lei Orgânica de Teresina impede que o 2º suplente Júnior Macedo assuma a cadeira de vereador. Júnior disse que vai levar o caso à Justiça.

Segundo o vereador Jeová Alencar, Júnior Macedo, segundo suplente do PSD, foi convocado para a assumir a cadeira de Renato Berger quando o vereador decidiu ir para Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), e o suplente Eduardo Draga Alana assumiu a Secretaria Municipal de Juventude (Semjuv).

Na época, Júnior havia sofrido uma perda na família, e declarou que não tinha condições de assumir. Dois meses se passaram e nessa segunda-feira (20) ele entregou um requerimento para recuperar a oportunidade de ocupar o cargo de vereador.

Entretanto, segundo Jeová Alencar, como Júnior Macedo não chegou a assumir o mandato, o que houve foi a desistência por parte dele sobre a vaga. Assim, só quem poderia retornar para o mandato seria Renato Berger, o vereador eleito.

“Ele não renunciou à condição de suplente, apenas desistiu naquele momento, naqueles termos. E se ele desistiu naqueles termos, não pode voltar na hora que ele quiser”, explicou Jeová.

Júnior Macedo esteve na Câmara de Vereadores nesta terça-feira (21) para cobrar sua nomeação. Diante da negativa, ele garantiu que irá levar a questão à Justiça.

“Se não conseguir dentro das próximas 24 horas, o que está acontecendo é o rasgamento [sic] da Constituição. Vamos buscar nosso direito na Justiça, até o final lutar pelos nossos direitos e pelos direitos dos que votaram em nós. Acho que é erro de interpretação por parte do presidente”, comentou Júnior Macedo.

Dança das cadeiras

A vaga era originalmente do vereador Renato Berger, que há cerca de 40 dias se licenciou para assumir a Semel (Secretaria Municipal de Esporte e Lazer). A suplência era de Eduardo Draga Alana, mas ele também tomou a frente de uma secretaria, a Semjuv (Secretaria Municipal de Juventude).

A segunda suplência coube ao empresário Júnior Macedo. Entretanto, ele recusou assumir a vaga na época porque havia ocorrido o falecimento de um familiar dele.

A terceira suplência era de Cida Santiago (PSD), que também declinou. A ex-vereadora pretende disputar eleições estaduais. Em seguida, quem assumiu foi o quarto suplente, o vereador Antônio José Lira (Republicanos), que atualmente ocupa a cadeira.

Fonte: G1 PI

Últimas notícias