Prefeitura de Piripiri realiza 1º Fórum Comunitário do Selo UNICEF

Por Br Hoje
24 de junho de 2022
Prefeita Jôve Oliveira
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

A Prefeitura Municipal de Piripiri por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (SETAS) e em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SEDUC), Secretaria de Saúde Municipal (SESAM), Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Comissão Intersetorial do Selo UNICEF (edição 2021/2024), realizaram nesta sexta-feira (24/06), no Teatro João Cláudio Moreno, no Memorial Expedito Rezende, o 1º Fórum Comunitário do selo UNICEF.

“ Um dia muito especial em  que estamos aqui defendendo os direitos de nossas crianças e adolescentes para que consigamos alcançar bons indicadores em nossa gestão durante esses quatro anos e vamos trabalhar pra isso”, disse a prefeita Jôve Oliveira Monteiro.

 “Hoje é o primeiro fórum, feito com o objetivo de atender nossas crianças. Uma grande parceria com secretarias e sociedade para garantir os direitos de nossas crianças e adolescentes”, disse Cínthia Rezende, secretária da SETAS.

“O nosso primeiro fórum marca o início de uma sequência de ações até o ano de 2024. Vamos traçar metas para que nesses quatro anos consigamos atingir metas com o intuito de ajudar nossas crianças e adolescentes”, afirmou Diógenes Benício Filho, articulador do selo UNICEF.

Presente ao evento, Helena Virginia, presidente do Conselho Tutelar. “É um fórum muito importante e a prefeitura incentiva esse trabalho que diz muito. São três pilares: educação, saúde e assistência social que visam beneficiar esses atores da infância e adolescência”, explicou.

O Selo UNICEF é uma iniciativa para fortalecer as políticas públicas voltadas às crianças e aos adolescentes em 1.924 municípios do Semiárido e da Amazônia.

Os municípios que participam do Selo avançam mais na melhoria de indicadores sociais da infância e adolescência do que municípios das mesmas regiões que não participam da iniciativa. Cada ciclo tem quatro anos – coincidindo com os tempos de mandato das gestões municipais.

Fonte: Ascom

Últimas notícias