“Vou votar nulo”, diz Dória sobre possível disputa entre Lula e Bolsonaro

Por Br Hoje
25 de junho de 2022
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

De volta à vida no setor privado após desistir da disputa pela Presidência da República, o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) afirmou que votará nulo caso haja um segundo turno na eleição de outubro entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL). A declaração foi feita em entrevista à revista “Veja” nesta sexta-feira.

Doria afirmou que, pela primeira vez na vida, votaria nulo caso as duas opções na urna eletrônica repliquem o cenário visto hoje nas pesquisas. No Datafolha publicado na quinta-feira, Lula tinha 47% das intenções de voto, ante 28% do presidente.

“Vejo com dificuldades a terceira via. A bipolarização se fortaleceu de tal forma que, lamentavelmente, o destino do Brasil é ser governado por um populista, de esquerda ou de direita. Lula e Bolsonaro não representam esperança para o Brasil. Pela primeira vez na vida, se isso acontecer (segundo turno entre os dois), vou anular o meu voto”, declarou na entrevista.

Tanto o petista quanto Bolsonaro foram classificados como “populistas” pelo ex-governador, que lamenta as propostas no plano de governo do PT para “anular políticas como as das privatizações e revisar a lei trabalhista”.

As diretrizes do programa petista foram apresentadas na terça-feira. Uma das alterações mais marcantes foi a retirada da referência explícita à revogação da reforma trabalhista, aprovada durante o governo Michel Temer. Na nova versão, os partidos que apoiam a chapa Lula-Alckmin se comprometem a revogar “marcos regressivos” da atual legislação.

Fonte: Veja

Últimas notícias