Saiba quem é cantora tirada de palco por não mandar alô para prefeito

Por Br Hoje
4 de julho de 2022
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin
Share on reddit

A cantora Tayara Andreza, que teve um show interrompido no fim de semana por não mandar “alô” para o prefeito de Tracunhaém (PE), Aluízio Xavier, tem 29 anos — pelo menos 12 deles dedicados ao brega pernambucano.

Tem dois filhos, ambos com o ex-marido, Lucas Moura. Veja, abaixo, quem é a cantora, que nas redes sociais acumula mais de 1 milhão de seguidores. Ela ficou famosa como vocalista da Banda Torpedo, ao lado do cantor Deivison Kellrs, que morreu em 2018, aos 30 anos, vítima de um câncer no fígado. Ela deixou o grupo em 2016 para seguir carreira solo e foi substituída pelas cantoras Francyne Röper e Luiza Ketilyn.

Atualmente, Tayara é uma das mulheres mais conhecidas do brega romântico em Pernambuco. São 1,1 milhão de seguidores só no Instagram, além de milhões de reproduções de suas músicas nas plataformas de streaming. Entre as faixas mais famosas estão Sem Ela Saber e Atual do Meu Ex.

Entenda

A cantora Tayara Andreza usou suas redes sociais para fazer um desabafo na madrugada deste domingo (3/7). Ela afirmou, na ferramenta stories, que teve seu show interrompido porque não “estava mandando alô” para o prefeito Aluízio Xavier (PSD). A apresentação aconteceu em Tracunhaém, Zona da Mata de Pernambuco.

De acordo com o relato da artista, a situação não parou por aí. Ela alega que sua equipe foi agredida com spray de pimenta na saída do evento por pessoas que prestavam serviço para a festa chamada “Trezenário de Tracunhaém”.

“Fiquei sabendo agora que o pessoal aqui da prefeitura está pedindo para a gente encerrar o show. Que eu saiba, eu fui contratada para cantar, não para ficar mandando alô. Aí o prefeito, não sei mais quem, porque eu não estava mandando alô, pediu para eu encerrar o show”, disse a cantora no palco.

Após a repercussão do caso, o prefeito se pronunciou pedindo desculpas. Ele alegou não estar no local na hora da apresentação e contou que decidiu afastar o secretário de Turismo e Cultura pelo ocorrido. “A cantora não tem culpa porque ela foi tirada do palco e eu também não tenho. […] Tomamos a decisão, escutando ambas as partes, de afastar o secretário de Cultura do cargo. Quero pedir desculpas à Tayara e dizer que, assim como ela foi vítima, eu também fui”, afirmou.

Fonte: Metrópoles

Últimas notícias